Morre aos 91 anos o bilionário potiguar, Nevaldo Rocha, fundador do grupo Guararapes / Riachuelo

‘Descanse em paz! Suas lições e exemplos estarão sempre nos guiando’. (Flávio Rocha – mídias sociais)

Por: André Corrêa e Sandro de Moura – De Brasília

O bilionário potiguar Nevaldo Rocha morreu em casa, aos 91 anos, em Natal – RN, na noite desta quarta-feira (17). O filho, Flávio Rocha, atual controlador do grupo, estava em Brasília quando foi avisado do falecimento. O sepultamento será em São Paulo, onde está o jazigo da esposa Eliete Gurgel. O motivo da morte não foi divulgado.Nascido no dia 21 de julho de 1928 na cidade de Carnaúbas – RN, Nevaldo Rocha teve infância rural no sertão nordestino. Aos 12 anos foi para Natal e começou a trabalhar numa relojoaria. Dai para frente não parou mais! No período da Segunda Guerra Mundial viu o sucesso brilhar com a venda de relógios em frete à base de Paramirim. Seus clientes eram soldados americanos e brasileiros. Com o dinheiro montou sua primeira loja de roupas “A Capital”. Em 1951 Nevaldo e o irmão Newton Rocha fundaram o Grupo Guararapes – holding que controla os negócios da família. O grande salto veio com a compra da rede Riachuelo e Wolens, em 1979. Ano passado (2019), quarenta anos depois da inauguração, o grupo faturou 7,2 bilhões de reais, e hoje são donos de uma fortuna bilionária de 2,2 bilhões de dólares. Nevaldo deixa três filhos, netos e bisnetos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *