Rio de Janeiro entra na 5ª fase do plano de reabertura da cidade

A cidade do Rio de Janeiro entrou na fase 5 de flexibilização da atividades econômicas no primeiro dia do mês de agosto. A nova etapa de retomada gradual na rotina da cidade foi anunciada pelo prefeito Marcelo Crivella (31/07) após reunião com o conselho científico da prefeitura.
Entre as principais mudanças de flexibilização autorizadas desde sábado estão: a liberação de banho de mar nas praias, mas com permanência na areia proibida; o retorno dos ambulantes nas praias, praças e parques, com autorização para trabalhar das 7 às 18 horas, sem a permissão para aluguel de cadeiras e barracas ou para venda de bebidas alcoólicas – estando liberada somente a comercialização de produtos industrializados; o funcionamento dos shoppings a partir das 10 h – mantendo o horário de fechamento às 22 horas -, sob às medidas restritivas imposta nas fases anteriores de capacidade de público (2/3) e distanciamento entres as pessoas (2 metros). Também foi estendido o funcionamento de restaurantes, bares e lanchonetes que estão liberados para atender o público até 1h da madrugada (antes 23 horas), permanecendo vedado o sistema de self-service e música ao vivo.
As mudanças propostas na 5ª fase do plano de reabertura da cidade estão baseadas em indicadores como a velocidade da curva de contágio, ocupação de leitos e queda no número de óbitos – estando sujeitas a alterações e reavaliação do conselho científico.
De acordo com Crivella, houve uma queda de 150 mortes em julho deste ano em relação ao mesmo mês do ano passado, levando o prefeito a defender que as medidas adotadas no município para prevenção da Covid-19 deram resultados. O prefeito mantém a esperança que não teremos uma segunda onda de contágio do novo coronavírus com base na redução do número de óbitos e contágio na cidade carioca.

Por: Cleber Araujo / RJ
Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *