Prefeito de Salgueiro é denunciado pelo MPF por desvio de água da transposição


Na última terça-feira, a Justiça Federal recebeu a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o prefeito do município de Salgueiro (PE), Clebel de Souza Cordeiro (MDB), pelos crimes de invasão de terras da União, desvio de água da transposição do Rio São Francisco e desmatamento de área de preservação permanente.
As investigações apontam que Clebel Cordeiro ocupou irregularmente 2,3 hectares de terra da União ao substituir cercas e piquetes de demarcação instalados pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, para se apropriar da área em que fica o Reservatório Mangueiras – de onde era captada água para irrigação de plantios na propriedade particular do prefeito.

O MPF também o responsabiliza pelo desmatamento em torno do reservatório, que é uma área de preservação permanente, contribuindo para contaminação da água que seria levada a milhões de pessoas por meio dos canais da transposição do Rio São Francisco.

A área rural em questão havia sido desapropriada em 2007 pela União, que pagou indenização aos proprietários, inclusive ao prefeito. Mesmo assim, Clebel incorporou esse perímetro como parte de sua propriedade particular, conforme apurado pelo MPF, desde 2018.

Caso condenado, o mandatário de Salgueiro pode ser sentenciado até 14 anos de reclusão. O MPF trabalha para que a justiça também o condene a pagar multa de 100 salários mínimos, estimado como valor para reparação dos danos causados.

Cleber Araujo
Foto: Reprodução
Fonte: Agência FNI e MPF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *