Ministério Público do Ceará deflagra operação em Acarape para investigar desvio de recursos público


O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) deflagrou a Operação “Frete Grátis” para apurar a suspeita de irregularidades na aquisição de passagens aéreas e de pagamentos indevidos de diárias envolvendo agentes públicos de Acarape. A investigação conta com apoio do Departamento Tático Operacional da Polícia Civil que cumpriu, nesta terça-feira, 9 mandados de busca e apreensão em Acarape e em Fortaleza.

Os indícios apurados apontam que o Município de Acarape custeou valores relativos a serviços de viagens que não foram prestados, em 2017. O município também pagou diárias aos agentes públicos sem que estes tenham realizados viagens. Entre os investigados estão o prefeito Franklin Veríssimo Oliveira e o vice-prefeito Francisco Alexandre Cunha Magalhães, além de 4 secretários municipais, uma chefe de gabinete e as duas sócias da empresa “Próximo Destino Turismo e Viagens LTDA” – supostamente usada para desviar recursos público.

O cumprimento dos mandados de busca e apreensão tem como objetivo encontrar novos elementos para esclarecer o caso, considerando que o valor para custear as passagens foi esviado e as companhias de viagens informaram que não transportaram os investigados pela rota Fortaleza-Brasília no ano referente ao processo de investigação.

Cleber Araujo
Foto: Arquivo MPCE
Fonte: Agência FNI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *