MESTRE MÁXIMO O BAMBAMBAM DA CAPOIERA


A Correspondente Rita Brandão entrevistou o Mestre Máximo diretamente de Salvador Bahia, o mestre máximo começou a capoeira em massapê no recôncavo baiano, em 1964 o mestre foi ensinado em santo amaro da purificação, ele já esteve com o mestre bimba em 1971, seus filhos todos entraram para a capoeira.

“O BERIMBAU DE OURO”
Um evento para premiar os capoeiristas baianos internacionais, foi iniciado em 2007, mas em 2013 foi a primeira edição pela câmara de vereadores, diz o mestre “ Há uma necessidade de dar visibilidade, à que estava invisível nesta área, é uma diversidade cultural”. Os artistas internacionais também já receberam o prêmio berimbau de ouro, o berimbau de ouro está em 164 países, é preciso criar políticas públicas de fomento para impulsionar e valorizar a capoeira, o mestre já ministrou palestra em mais de cinco países, e faz uma ponderação que ainda falta incentivo público governamental, diz Máximo “ precisamos de mais sensibilidade do governo para reconhecer mestres e alunos que vão como embaixador cultural para outros países”.

Esther brito, filha do mestre máximo é a apresentadora do prêmio berimbau de ouro, ela iniciou sua trajetória na capoeira aos 3 anos de idade, “o berimbau de ouro é o prêmio máximo da capoeira mundial, sou professora de capoeira e dou aulas em mais de 10 escolas particulares” afirma Esther.

E se encerra a reportagem com um toque do berimbau pelo grande Mestre Máximo.

Agência FNI
Mateus Moura e Rita Brandão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *