Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão para apurar irregularidades na contratação de hospital de campanha em Fortaleza (CE)


A Polícia Federal deflagrou nessa terça-feira (03/11) a Operação Cartão Vermelho para apurar supostas irregularidades contratuais cometidas pela prefeitura de Fortaleza (CE) na implementação e administração do Hospital de Campanha do Estádio Presidente Vargas.

A ação realizada em conjunto com a Controladoria-Geral da União (CGU) deu cumprimento a 27 mandados de busca e apreensão nas cidades de Fortaleza (CE), São Paulo (SP) e Pelotas (RS) – contando com a participação de 120 policiais federais e 22 servidores da CGU.

No decorrer das investigações foram identificadas irregularidades para formalização e execução contratual. Os valores dos serviços da empresa contratada estavam acima dos valores praticados em outros contratos formalizados pela administração pública na mesma circunstância de mercado. Além da má gestão na aplicação dos recursos públicos no hospital de campanha, também foram encontrados indícios que apontam para compra de equipamentos em empresa de fachada, totalizando um prejuízo estimado em mais de R$ 7 milhões aos cofres públicos.

Segundo a Comunicação Social da PF, os investigados poderão responder pelos crimes de fraude em licitação, peculato, ordenação de despesa não autorizada por Lei e ORCRIM, com penas que podem alcançar até 33 anos de reclusão.

Cleber Araujo e Sandro de Moura
Foto: Arquivo PF
Fonte: Agência FNI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *