Eleições no Maranhão: 75 pessoas foram presas no processo de votação do 1º turno pela prática de crime eleitoral


A Polícia Civil do Estado do Maranhão contabilizou 75 prisões em flagrante durante a Operação Eleições 2020, que foi realizada entre os dias 13 e 16 de novembro para coibir a prática de crimes eleitorais. O resultado da operação foi apresentado numa coletiva de imprensa que aconteceu segunda-feira (16) na sede da corporação, no bairro Outeiro da Cruz em São Luís.


O saldo das atividades efetivadas pelos agentes de segurança (civil e militar) resultou em 120 boletins de ocorrência com 45 casos sob a apuração da Polícia Civil, além das 75 prisões em flagrante. Também foram apreendidas 45 armas de fogo e mais de R$ 160 mil em dinheiro. Outros crimes também foram registrados na operação, como tráfico de drogas, furto e
violência doméstica.


Para Armando Pacheco, delegado geral de Polícia Civil que conduziu a coletiva, o objetivo de garantir um processo eleitoral pacífico e dentro das normas foi cumprido com êxito ao avaliar o trabalho desempenhado pela instituição, que precisou mobilizar diversas equipes para suprir as demandas dos 217 municípios do Estado.


O delegado destacou que, apesar das intercorrências registradas, o plano de ação correu dentro do esperado ao ressaltar o “excelente resultado” alcançado com o trabalho preventivo das forças de segurança para realização das eleições municipais no Estado do Maranhão.


Cleber Araujo – Sandro de Moura


Fotos: Governo do Maranhão


Fonte: Agência FNI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *