Ministro da Saúde recebe governadores para ajustar o Plano Nacional de Imunização contra a Covd-19


Na manhã desta terça-feira, o ministro da saúde, Eduardo Pazuello, participou de uma reunião com o Fórum de Governadores do Brasil para tratar do Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19. O encontro aconteceu no Palácio do Planalto com parte dos gestores participando de forma remota por videoconferência e, também, presencialmente.

Representando o Consórcio Nordeste na reunião em Brasília, juntamente com Wellington Dias do Piauí e Paulo Câmara de Pernambuco, Fátima Bezerra, governadora do Rio grande do Norte, disse para imprensa que esperava desse encontro uma posição clara do Planalto para agilizar o processo de vacinação mediante ao risco da segunda onda da Covid-19. Nessa mesma entrevista, pouco antes da reunião, Fátima afirmou que cabe ao Governo Federal coordenar toda estratégia a nível nacional para imunização da população, enquanto os Estados ficam responsáveis pela logística da distribuição dessas vacinas com base nos planejamentos administrativos regionais.

Na audiência, o ministro Pazuello reiterou o compromisso do Governo Federal no enfretamento à Covid-19 ao assegurar que todas as vacinas que tiverem eficácia e registro da Anvisa serão adquiridas. Pazuello advertiu que o Plano Nacional de Imunização não pode ser paralelo, pois o Brasil é um só – afirmando que o Ministério da Saúde já elaborou a logística de distribuição nacional das vacinas, que será apresentada em breve.

O ministro também ressaltou que para 2021 o SUS tem a capacidade de 300 milhões de doses de vacinas devido aos acordos firmados pelo Governo Federal com o laboratório Astra Zeneca e o Consórcio Covax Facility. Ainda foi destacado que o Ministério da Saúde está buscando aumentar essa capacidade em tratativas com o Laboratório Pfizer e com o Instituto Butantan, além do empenho para aquisição de seringas, agulhas e no reforço da rede de frios das salas imunizadas.

Ao final da reunião, alguns representantes dos estados nordestinos usaram as redes sociais para manifestar a importância dessa parceria com o Governo Federal, apesar de defenderem outros meios para antecipar o processo de vacinação em suas unidades federativas. Ao deixar as diferenças ideológicas de lado em prol do povo, mesmo que pontualmente, prevaleceu a colocação do Ministro Pazuello que “nós só temos um inimigo: o vírus”.

Cleber Araujo – jornalista/RJ
Foto: Aurélio Pereira/Ministério da Saúde
Editor chefe: Sandro de Moura
Fonte: Agência FNI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *