Rádio Senado conquista 3º lugar no Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo


A matéria “Uma morte a cada 73 segundos: a concisão do rádio para mostrar uma marca trágica”, da Rádio Senado, conquistou o terceiro lugar da categoria rádio na 37ª edição do Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo 2020. De autoria do repórter Rodrigo Resende, a matéria destaca o dia 19 de maio de 2020, data em que o Brasil atingiu a marca de mais de mil notificações de morte em decorrência da covid-19. A reportagem é de Lara Kinue, sob supervisão da chefia de jornalismo da Rádio Senado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *