HRSC conquista reconhecimento internacional por atendimento a casos de AVC


O Hospital Regional do Sertão Central (HRSC), unidade da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), do Governo do Estado, recebeu premiação máxima no Angels Awards 2020, programa internacional que implementa e qualifica centros de atendimento a casos de Acidente Vascular Cerebral (AVC). Com o reconhecimento, o serviço de AVC do HRSC se torna o único no Brasil – e um dos vinte no mundo – a receber a certificação.

Ao todo, cerca de 150 hospitais do país e outras 2.800 unidades de saúde internacionais fazem parte do programa, que é desenvolvido pela empresa farmacêutica Boehringer Ingelheim. “Nas três primeiras certificações conseguimos, ficamos na categoria platina e dessa vez conseguimos atingir a categoria diamante, que é o reconhecimento máximo dentro do programa. A premiação vem para certificar aqueles serviços que têm a cultura de monitoramento e aprimoramento dos seus dados”, explica o neurologista e coordenador médico das Unidades de AVC do HRSC, Alan Cidrão.

Serviço de AVC

A abertura do serviço de AVC do Hospital Regional do Sertão Central ocorreu em julho de 2018 e representou uma inovação para a Região de Saúde do Sertão Central. Até outubro de 2020, a unidade realizou 1.372 atendimentos. O HRSC conta com as Unidades de AVC agudo e AVC subagudo, com 10 leitos cada, que garantem uma assistência multiprofissional 24h por dia.

“É um atendimento que é referência para 20 municípios. Pela posição geográfica do hospital também atendemos pacientes de outras regiões. Como na doença não levamos em consideração apenas o território. A distância é muito importante, pois o paciente precisa ser atendido o mais rápido possível, já que estas pessoas de outras cidades estão mais próximas de nós do que outros centros de AVC”, complementa o neurologista Alan Cidrão.

Morador de Senador Pompeu, o motorista Dimas Juvenal Felipe (62) deu entrada no HRSC após sofrer um AVC na última quarta-feira (9). Ainda em tratamento, o paciente elogiou o atendimento da equipe. “Cheguei ontem pela manhã e hoje, graças a Deus, estou bem. Já tomei banho sozinho e já fiz fisioterapia. Cheguei sem ver nada, mas com o cuidado de todos aqui estou me recuperando bem.

O AVC é o entupimento ou rompimento dos vasos que levam sangue ao cérebro. O rápido atendimento pode reduzir as sequelas e melhorar a capacidade de recuperação. O ideal é que a pessoa paciente seja atendido em, no máximo, 4h30, tempo da chamada “janela terapêutica”. A rapidez permite que o paciente acometido possa ser medicado com o trombolítico, medicamento utilizado para reverter o quadro clínico inicial da doença.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o AVC é a segunda causa de morte no mundo e a primeira causa de incapacidade. A enfermidade pode acometer qualquer pessoa, de qualquer idade, afetando a todos: pacientes, familiares e amigos. A prevenção pode evitar 90% dos casos e o reconhecimento dos sinais de alerta da doença e o rápido tratamento de urgência em um centro de AVC diminui a chance de sequelas. Em caso de AVC, o recomendado é solicitar o serviço do SAMU 192 Ceará ou ir a uma unidade de saúde mais próxima.

Fonte: Governo CE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *