Suape implanta o 5º Laboratório Vivo de Ecotenologias no território, na comunidade de Vila Nova Tatuoca


lab 

Projeto acontece em parceria entre Suape e Serta em comunidades consolidadas do território

Com mensagens de gratidão e esperança e frutos do projeto nas mãos, as famílias do Habitacional Vila Nova Tatuoca, construído pela administração de Suape em 2014, no Cabo de Santo Agostinho, inauguraram, na tarde desta sexta-feira (11), um laboratório vivo de ecotecnologias que vai auxiliá-las na produção, comercialização e consumo de diversos alimentos e hortaliças, tudo totalmente orgânico e sustentável. O laboratório contempla 12 ecotecnologias e foi construído em conjunto com os moradores locais, que aprenderam a reutilizar materiais orgânicos antes desperdiçados. O projeto é encabeçado por Suape e tem execução do Serviço de Tecnologia Alternativa (Serta), entidade contratada para promover ações de transformação social aliadas ao fomento do desenvolvimento econômico das comunidades.

“Eu achei ótimo esse projeto. Abracei ele com muito orgulho porque eu participei de plantação, da construção e quero que isso continue, cresça e que a gente tenha mais união. Estamos juntos aqui para dar continuidade”, comemorou a pescadora Maria José, residente em Vila Tatuoca, que nesta sexta-feira (11) já pode colher, junto com outros moradores, vegetais plantados pelas famílias. O presidente da associação de moradores, Edson Antônio da Silva, ressaltou a importância do projeto e a gratidão da comunidade. “Hoje estamos vendo que as coisas estão acontecendo. Suape está se comprometendo e fazendo”, salientou.

Essa é a última entrega de laboratório proveniente da parceria entre Suape e Serta. Foram, ao todo, cinco equipamentos, implantados nas comunidades de Nova Vila Claudete, Assentamento Bruno Albuquerque Maranhão, Engenho Massangana, Vila Nova Tatuoca e Praia de Gaibu. O contrato também contemplou a instalação de três ecotecnologias: uma aquaponia (sistema que une criação de peixes e cultivo de diversas hortaliças) e um biodigestor (ecotecnologia que produz biogás e biofertilizante utilizando fezes de bovinos), no Assentamento Valdir Ximenes e uma cisterna de ferro e cimento no Assentamento Bruno Albuquerque Maranhão (Sacambu).  Para o próximo ano, estão previstas a instalação de mais duas ecotecnologias no território e ações pedagógicas de conscientização ambiental nas comunidades. 

O Laboratório Vivo de Ecotecnologia de Vila Nova Tatuoca está localizado em um espaço de 320m², próximo ao galpão da comunidade e contempla as seguintes ecotecnologias:  fechamento automático do portão, composteira caseira (para obtenção do chorume); SAF (sistema agroflorestal); horta vertical em palllet, hidroponia de milho, minhocário, cisterna de ferro e cimento, farmácia viva, aquaponia, galinheiro móvel, horta em pneus e compostagem (produção de adubo e nutrientes para o solo).

“Estamos criando uma relação perene com as comunidades consolidadas do território de Suape. A parceria com o Serta, que é uma entidade com ótimos projetos socioambientais, vem para ajudar as comunidades a produzir e gerar renda e ter uma melhor qualidade de vida. Acreditamos que o desenvolvimento econômico deve caminhar junto ao desenvolvimento social e ambiental”, registrou o presidente de Suape, Leonardo Cerquinho, na inauguração.

O diretor de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Carlos Cavalcanti, reforçou: “Esperamos que esse espaço seja bastante proveitoso para as famílias que moram na comunidade. Que seja um local produtivo e ajude as famílias no consumo e comercialização dos alimentos, pois muitos vivem da pesca e do turismo na Praia de Suape. Estamos muito felizes com essa entrega e os frutos colhidos com o projeto em parceria com o Serta são os relatos dos moradores”.

O laboratório foi construído em parceria com os moradores da comunidade, que escolheram as ecotecnolgias, obedecendo todas as regras de distanciamento social devido à Covid-19. “É bonito ver as pessoas participarem de ações como essa, se engajarem em algo inovador, sustentável e agroecológico. A ideia é que elas toquem o laboratório de maneira totalmente autônoma. É promover o sentimento de pertencimento dessas pessoas com o projeto”, disse Germano Barros, fiscal do contrato pelo Serta.

Vila Nova Tatuoca – O Habitacional foi o primeiro construído pela Administração do Complexo Industrial Portuário de Suape e entregue, em março de 2014, para as 75 famílias, todas ex-moradoras da Ilha de Tatuoca. O espaço conta com parque infantil, galpão multiuso e campo de futebol.

Fonte: Governo PE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *