Centro de reabilitação para pessoas com sequelas da Covid-19 começa a funcionar nesta segunda (14)


As atividades do Centro de Reabilitação para pessoas com sequelas da Covid-19 em Parnaíba iniciam nesta segunda-feira (14). O local foi inaugurado no dia 19 de outubro e oferece tratamento para a população que teve a doença e apresentou sequelas após ser infectado. A unidade vai funcionar na sede do recém-construído Centro Especializado em Reabilitação (CER IV), de Parnaíba, que faz parte da Rede de Cuidados a Pessoas com Deficiência do Piauí e vai atender à população dos Territórios de Desenvolvimento da Planície Litorânea e dos Cocais.

O espaço conta com uma equipe multiprofissional e equipamentos que permitem um trabalho de recuperação com qualidade, como informa Aderson Luz, superintendente multiprofissional da Associação Reabilitar, entidade que administra o centro. “Nós teremos integralmente médicos, enfermeiros, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, fonoaudiólogo, assistente social e nutricionista. Além disso, nesta primeira semana de atendimentos teremos uma equipe da Associação Reabilitar acompanhando os atendimentos e dando suporte para todos”, explicou Aderson.

Para ter acesso aos serviços, as pessoas que apresentarem sequelas após a infecção por Covid-19 podem procurar o posto de saúde mais próximo de sua residência para realizar a triagem para a reabilitação pós-Covid. Aqueles pacientes que ainda estão em ambiente hospitalar e estão tendo essa alta agora devem solicitar na unidade onde estão realizando o tratamento o encaminhamento para o serviço, para que possa também ser feita a triagem e, caso necessário, encaminhados para o centro.

O secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, destaca que o serviço é de suma importância para a população piauiense, garantindo uma assistência necessária para o enfrentamento da pandemia. “Com esse serviço iniciando seu funcionamento, temos mais um ponto dentro do nosso estado que apresenta um cuidado após a infecção por Covid-19. Estamos trabalhando para assegurar o funcionamento de qualidade na nossa rede para atender a demanda que a pandemia gera e ao mesmo tempo temos um olhar especial para as pessoas que superaram a infecção, mas que apresentam alguma sequela”, diz o gestor.

Fonte: Governo PI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *