Aprovado pagamento de compensação ambiental para quem preservar


Aprovada pelo Senado, a Política Nacional de Pagamento por Serviços Ambientais prevê uma remuneração para produtores, indígenas, quilombolas e comunidades tradicionais que conservarem áreas de preservação. Os recursos deverão vir de doações de pessoas físicas ou empresas. O relator, Fabiano Contarato (Rede-ES), citou a omissão do governo no combate ao desmatamento. O projeto proíbe o pagamento a produtores descumpridores de termos de conduta ou de áreas embargadas por órgãos ambientais. O senador Luis Carlos Heinze (PP-RS) destacou a remuneração para propriedades com área de preservação e reserva legal. A proposta, que cria o Cadastro Nacional de Pagamento, volta para a Câmara. As informações são da repórter Hérica Christian, da Rádio Senado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *