Wellington defende que vacina Sputinik V faça parte do Plano Nacional de Imunização


O governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias, participou, nessa quarta-feira (16), de reunião com representantes da Embaixada da Rússia no Brasil e cientistas que estão desenvolvendo a vacina Sputinik V. Na oportunidade, trataram sobre o andamento dos protocolos para que a vacina seja aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A vacina Sputinik V está sendo fabricada pela Bthek Biotecnologi, localizada no Polo de Desenvolvimento JK, em Santa Maria, no Distrito Federal, pelo Grupo União Química. “Tivemos uma apresentação sobre a vacina e pelo que vi aqui é uma vacina russo-brasileira, com tecnologia, com a presença de cientistas brasileiros e russos. E a partir da defesa do Fórum de Governadores solicitamos que o Plano Nacional de Imunização trabalhe com variadas vacinas, tendo sido inclusa essa e aguardando a liberação por parte da Anvisa”, disse Wellington.

O governador piauiense disse ter confiança de que é possível, a partir da liberação da Anvisa, que em janeiro, o Grupo União Química possa entregar a produção. “Agora, estamos dependendo de uma equação legal e técnica para viabilizar o reconhecimento por parte de regras brasileiras pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, dentro das condições de segurança e eficiência que serão demonstradas tecnicamente. Não é razoável que, da mesma forma que se tem a vacina Fio Cruz e a do Butantan, uma vacina que está sendo também produzida no Brasil não ter um olhar especial para poder ser utilizada no povo brasileiro”, comentou Dias.

Fonte: Governo PI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *