Projeto prevê prioridade na vacinação contra Covid-19 a profissionais do transporte coletivo


Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Deputado Célio Studart discursa no Plenário da Câmara
Studart: vacinação terá que ser por etapas e deve priorizar grupos de risco

O Projeto de Lei 5462/20 assegura prioridade na vacinação contra a Covid-19 a profissionais do transporte coletivo que mantêm contato com o público, os quais se somarão a outros grupos definidos como prioritários pelo texto: pessoas vulneráveis ao vírus – como idosos e indivíduos com doenças crônicas -, profissionais da saúde e agentes de segurança pública. O texto tramita na Câmara dos Deputados.

Autor do projeto, o deputado Célio Studart (PV-CE) avalia que, por limitações de produção e logística, a vacinação provavelmente ocorrerá por etapas, tornando necessário planejar o cronograma de imunização para priorizar pessoas com imunidade comprometida e aqueles que, em razão de suas profissões, estejam mais expostos ao vírus.

“O objetivo é priorizar grupos de risco e categorias profissionais essenciais que ficam expostas e, consequentemente, com maiores chances de contágio”, afirma.

O projeto altera a Lei Nacional da Quarentena, que estabelece medidas emergenciais de combate à pandemia de Covid-19 no País.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Reportagem – Murilo Souza 

Edição – Natalia Doederlein

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *