Anvisa autoriza importação de 2 milhões de doses da vacina de Oxford para antecipar o início da imunização contra a Covid-19


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou uma solicitação da Fiocruz para importação excepcional de 2 milhões de doses prontas da vacina de Oxford, com a finalidade de antecipar para janeiro o início da campanha de vacinação contra a Covid-19 no Brasil.

O imunizante que será importado do Instituto Serum, da Índia, dispõe da mesma tecnologia utilizada na vacina produzida pela Fiocruz em parceria com a Universidade de Oxford e a farmacêutica AstraZeneca.

Em nota divulgada nessa segunda-feira (04), a Fiocruz explica que o uso das doses importadas é uma estratégia de preparação para disponibilizar a vacina a partir da aprovação da Anvisa para essa tecnologia, enquanto a sua produção em escala nacional entra no processo inicial. A nota também informa que, ainda nessa semana, será oficializado o pedido de autorização para uso emergencial da vacina de Oxford e que está mantida para o dia 15 de janeiro a solicitação do seu registro definitivo junto à Anvisa.

Até que esteja regulamentada em solo brasileiro, a vacina precisará seguir algumas condições estabelecidas. A principal exigência é ficar sob a guarda específica da Fiocruz até que a Anvisa autorize o uso do produto no país.

Cleber Araujo – jornalista/RJ
Foto: Fiocruz
Editor chefe: Sandro de Moura
Fonte: Agência FNI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *