Devolução de auxílio emergencial pago indevidamente pode ser feito por site do governo


O governo federal está cobrando a devolução do auxílio emergencial que foi pago de maneira indevida a beneficiários que cometeram alguma fraude no cadastro. Nesta lista estão incluídos os servidores públicos civis e militares, aposentados e beneficiários do INSS e até presos em regime fechado. O prejuízo à União pode chegar a mais de R$ 1,5 bilhão, de acordo com o Ministério da Cidadania. Quem recebeu o benefício de maneira indevida e não devolver os valores pode responder criminalmente pela infração. A devolução pode ser feita pelo site aberto no âmbito do Ministério da Cidadania com esse objetivo.

A reportagem é de Lara Kinue, da Rádio Senado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *