Sine e Direitos Humanos da Sasc discutem políticas para público LGBTQIA+


O superintendente de Intermediação de Mão de Obra do Sine, Daniel Carvalho, e membros da Gerência de Enfrentamento à LGBTfobia da Superintendência de Direitos Humanos da Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos (Sasc) reuniram-se, nessa terça-feira (12), para tratar sobre a inserção da população LGBTQIA+ no mercado de trabalho formal.

Também participaram da reunião, a coordenadora de Enfrentamento à LGBTfobia da Sasc, Marcela Braz; a gerente de Enfrentamento à LGBTfobia, Joseane Borges; a secretária-executiva do Centro de Referência para Promoção da Cidadania LGBT “Raimundo Pereira” (CRLGBT), Maria Laura, e a diretora de Inclusão Social, Celciana Ramos.

“O Sine tem como meta organizar o mercado de trabalho, promover e acompanhar a geração de empregos e, nesse aspecto, um ponto importante é estimular a inserção desse público, que ainda é tão marginalizado, no mercado de trabalho formal, com todos os direitos assegurados, inclusive com o uso do nome social”, explica Daniel Carvalho.

O superintendente de Intermediação de Mão de Obra do Sine lembra que “tanto o Sine como a Superintendência de Direitos Humanos fazem parte da Secretaria da Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos, então, isso facilita nosso trabalho. Nós continuaremos empenhados em garantir os direitos da LGBTQIA+ e lutar pela inserção desse público no mercado de trabalho formal”.

Fonte: Governo PI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *