Governo do Rio prepara logística para operacionalizar Plano Nacional de Imunização no Estado


Sob a garantia do Ministério da Saúde de que o Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19 terá início assim que a Anvisa licenciar as vacinas em
análises, gestores municipais e estaduais preparam logística operacional para viabilizar uma das maiores campanhas de vacinação do país – que deve
começar ainda em janeiro.

Nessa semana, o Governo do Estado do Rio de Janeiro informou que a primeira remessa de kits com seringa e agulha foi adquirida pela Secretaria de
Saúde por um valor abaixo do estabelecido em tabelas de preços vigentes, ao custo de R$ 0,17 a unidade. Uma quantidade de 8 milhões de insumos para vacinação em estoque, suficiente para a primeira dose dos grupos prioritários, definido pelo Ministério Público, que estará a disposição dos 92 municípios da Unidade Federativa.

Conforme informado, deve chegar em fevereiro o segundo lote de 8 milhões de insumos para complementar o estoque, com a projeção de que será necessário um total de 16 milhões de kits.

Além da aquisição de insumos, também foi definido o Plano de Contingência para Vacinação contra a Covid-19, para ordenar a primeira etapa da
imunização destinada aos grupos prioritários:

Fase 1 – Idosos acima de 75 anos; trabalhadores da saúde; indígenas e idosos em instituições de longa permanência;
Fase 2 – Idosos na faixa etária de 60 a 74 anos;
Fase 3 – Pessoas com comorbidades;
Fase 4 – Professores; profissionais das forças de segurança pública e
salvamento; funcionários do sistema prisional e privados de liberdade.

Cleber Araujo – jornalista / RJ
Foto: Dado Ruvic / Reuters
Editor chefe: Sandro de Moura
Fonte: Agência FNI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *