Ceir recomenda que pacientes com sequelas da Covid-19 procurem reabilitação o quanto antes


Cerca de 40% dos pacientes pós-Covid-19 continuam com alguns sintomas ou desenvolvem novos problemas ligados à doença depois que deixam as UTIs ou enfermarias. A recuperação é uma batalha longa, difícil e que precisa começar o quanto antes, destaca a fisiatra e gerente clínica do Centro Integrado de Reabilitação do Ceir, Liceana Pádua.

Segundo a médica, todos os casos exigem atenção e cuidados após a internação. “Por isso, é tão importante chegar cedo a um diagnóstico da sequela para, em seguida, começar a reabilitação. Nosso receio é que, quanto mais demorado o início do tratamento, mais difícil é a recuperação, pois os pacientes podem ficar muito mais debilitados”, explica a médica.

No Piauí, o tratamento de reabilitação para pacientes com sequelas neurológicas e respiratórias decorrentes da Covid-19 é feito, de forma gratuita, no Centro Integrado de Reabilitação (Ceir), em Teresina, e no Centro Especializado em Reabilitação (CER IV), em Parnaíba.

Segunda Liceana Pádua, os hospitais, secretarias, Unidades Básicas de Saúde (UBS), são a porta de acesso ao tratamento. “O paciente que já passou por longa internação ou que se recuperou em casa e desenvolveu sequelas deve procurar o tratamento do Ceir o quanto antes. Se for residente da região da planície litorânea, basta pedir encaminhamento para o CER IV de Parnaíba”, explica a gerente.

Para ter acesso ao tratamento, basta que os pacientes que já tiveram alta da UTI ou de unidade de Covid de longa permanência no decorrer dos meses da pandemia procurem a Unidade Básica de Saúde ou Secretarias Municipais de Saúde e façam uma consulta com um médico credenciado pelo SUS.

Em seguida, deve procurar o setor de marcação de consulta on-line e solicitar a marcação da consulta CEIR – TRIAGEM REABILITAÇÃO PÓS COVID, que será visualizada no sistema do SUS, por meio do site https://fmsteresina.gestorsolucao.net.br/

Após o encaminhamento, os pacientes passam por uma triagem, onde são avaliados por uma equipe multidisciplinar composta por médicos, fisioterapeutas, nutricionista, psicólogas e fonoaudiólogas.

As instalações para as terapias contam com consultórios médicos; salas individuais para atendimento; área específica voltada para reabilitação cardiopulmonar; centro de diagnóstico, com a oferta de exames laboratoriais, raios-X, tomografia computadorizada, ultrassom, espirometria, eletrocardiograma, tomografia computadorizada e ressonância magnética. O atendimento funciona de segunda a sexta-feira, das 17h às 21h30.

Fonte: Governo PI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *