Anvisa aprova uso emergencial das primeiras vacinas contra coronavírus no Brasil


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou no domingo (17), para uso emergencial, as duas primeiras vacinas contra o coronavírus no Brasil. São previstos 2 milhões de doses da vacina da AstraZeneca, produzida em parceria pela Universidade de Oxford com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e 6 milhões de doses da CoronaVac, produzida pela chinesa Sinovac em parceira com o Instituto Butantan. Minutos depois da aprovação, a enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, tornou-se a primeira brasileira a ser vacinada, em São Paulo. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, disse que a imunização vai permitir que “possamos retomar as rédeas das nossas vidas”. A reportagem é de Rodrigo Resende, da Rádio Senado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *