Ministério da Saúde inicia Plano Nacional de Imunização com a distribuição dos primeiros lotes da vacina Coronavac para os estados brasileiros


Na segunda-feira (18) teve início o processo de distribuição das doses da vacina Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac Biotech, para todas as unidades federativas do Brasil. A primeira remessa disponibilizada para começar o Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde é de 6 milhões de doses, das quais 4 milhões foram produzidas em solo nacional e 2 milhões foram importadas da China.

A logística para distribuição da vacina foi realizada por aviões e caminhões equipados com áreas de carga refrigeradas para manter os imunizantes na temperatura adequada de conservação. O ministério contou com apoio da Associação Brasileira de Empresas Aéreas, através do serviço das companhias Azul, Gol, Latam e Voespas, que fizeram o transporte gratuito da vacina para regiões que precisariam de fretamento aéreo – além de aviões da FAB.

Importante ressaltar que o governo federal é o responsável pela distribuição das vacinas aos Estados que, posteriormente, irão repassar a quantidade proporcional, dentro de cada fase, paras os Municípios.

Desse total, o nordeste receberá 1.436.160 doses de vacina distribuídas da seguinte forma: Maranhão – 164.240 doses para 78.223 pessoas; Piauí – 61.200 doses para 29.124 pessoas; Ceará – 229.200 doses para 109.106 pessoas; Rio Grande do Norte – 82.440 doses para 39.258 pessoas; Paraíba – 114.880 doses para 54.689 pessoas; Pernambuco – 270.960 doses para 129.022 pessoas; Alagoas 87.760 doses para 41.796 pessoas; Sergipe – 48.880 doses para 23.272 pessoas; Bahia – 376.600 doses para 179.361 pessoas.

O Plano Nacional de Imunização, que estava previsto para começar na próxima quarta-feira, foi antecipado pelo ministro Eduardo Pazuello que autorizou o início da vacinação assim que os Estados recebessem a suas cargas com a vacina. O ministro afirmou que estava dado o primeiro passo para o início da maior campanha de vacinação do mundo, ressaltando que o Brasil é referência de vacinação no mundo, e que vai continuar sendo.

A distribuição da vacina foi marcada pelo Ato Simbólico do Recebimento das Vacinas – Brasil Imunizado realizado em São Paulo pelo Ministério da Saúde, que contou com a presença de governadores que foram conferir de perto o carregamento e despacho das doses fracionadas para seus estados.

As unidades federativas também organizaram seus atos simbólicos do início da campanha de vacinação. A primeira pessoa vacinada contra a Covid-19 no nordeste foi o médico obstetra de 75 anos, Joaquim Vaz, que recebeu a primeira dose em Teresina, no estado do Piauí. Outros cinco profissionais da saúde também foram vacinados na mesma cerimônia que marcou o começo do Plano Nacional de Imunização no estado piauiense e, consequentemente, no nordeste.

Maranhão, Ceará e Pernambuco também deram início a vacinação assim que receberam seus primeiros lotes do imunizante, num ato simbólico de fazer o registro dos primeiros vacinados de suas regiões ontem mesmo. Os governadores dos outros estados nordestinos deixaram para hoje o começo da imunização – sem deixar de celebrar a chegada da vacina em seus territórios administrativos.

Conforme determinado pelo Ministério Público o início da vacinação será com os seguintes grupos: trabalhadores da área da saúde; pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas; pessoas com deficiência institucionalizadas, população indígena vivendo em terras indígenas.

Cleber Araujo – jornalista/RJ
Foto: divulgação governo do Piauí
Editor chefe: Sandro de Moura
Fonte: Agência FNI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *