Senadores condenam ataques ao trabalho da imprensa no Brasil


Senadores condenaram os repetidos ataques contra o trabalho da imprensa no Brasil. Um levantamento realizado pela Organização Repórteres Sem Fronteiras aponta que a imprensa brasileira sofreu 580 ataques do governo durante 2020. A pesquisa abordou dados de discursos e entrevistas de autoridades, além de declarações em redes sociais como Twitter e Facebook. Os dados apontam o presidente da República, Jair Bolsonaro, e seus filhos como responsáveis por 85% desses ataques. Os senadores Humberto Costa (PT-PE) e Plínio Valério (PSDB-AM) lamentaram o resultado do balanço. Acompanhe a reportagem de Raquel Teixeira, da Rádio Senado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *