Empresas desistem de cruzeiros no Brasil neste verão; veja o porquê


source
Temporada de verão de 2021 de cruzeiros foi cancelada no Brasil
Reprodução/MSC

Temporada de verão de 2021 de cruzeiros foi cancelada no Brasil

A pandemia da Covid-19 atingiu em cheio o borbulhante mercado do turismo no verão e o setor da navegação não ficou imune. A MSC Cruzeiros, única empresa de  cruzeiros que ainda mantinha sua  programação de viagens pela costa brasileira  para este verão, cancelou a temporada por dificuldade logística para aprovação de protocolos sanitários contra o coronavírus. As viagens só devem recomeçar ao final de 2021.

De acordo com a companhia, é necessário que haja um tempo mínimo hábil, após a aprovação, para que a empresa possa preparar a operação da temporada, incluindo logística, mobilização de funcionários, testes, embarque da tripulação, abastecimento de provisões, a fim de implementar o protocolo de saúde e segurança. “Estamos tão desapontados quanto nossos hóspedes, por termos que adiar seus planos de férias (…) Fizemos o nosso melhor para retomar as operações no Brasil com segurança e responsabilidade, assim como fizemos na Europa. Infelizmente, o tempo está contra nós e não tivemos outra opção a não ser cancelar nosso programa de cruzeiros 2020/2021”, afirma o diretor geral da MSC Cruzeiros no Brasil, Adrian Ursilli. A companhia afirma que, após a paralisação do setor em março de 2020, foi a primeira grande companhia de cruzeiros a retomar as operações em agosto de 2020, com a aprovação dos seus protocolos de saúde e segurança pelas autoridades competentes na Europa. Desde então, a empresa explica que estava focada em retomar as operações com segurança também na América do Sul e em outras regiões do mundo. Em nota, a MSC diz que vai manter sua presença no Brasil nas próximas temporadas e que “continua em contato ativamente com uma série de autoridades, portos e destinos em diferentes partes do mundo onde tradicionalmente opera”. Por causa do cancelamento da temporada, todas as viagens com embarque entre 16 de janeiro de 2021 e 31 de março de 2021 nos navios MSC Seaview e MSC Preziosa foram canceladas. A MSC já havia desistido anteriormente das viagens programados para entre 15 de novembro de 2020 e 15 de janeiro de 2021. Os turistas afetados pelos cancelamentos podem receber uma carta de crédito no valor total da reserva, para ser utilizado em um cruzeiro da próxima temporada, entre 31 de dezembro de 2021 a 30 de abril de 2022. Além disso, os passageiros também podem optar por um crédito, que vai de US$ 50 a US$ 200 [o equivalente entre R$ 270 a R$ 1082,7], dependendo da duração da estadia cancelada e do tipo de cabine comprada. A carta de crédito não se aplica a grupos, eventos e fretamentos.

Navio da MSC
Divulgação/MSC Cruzeiros

Navio da MSC

Segundo reportagem da Folha de S. Paulo , as demais companhias que atuam na costa brasileira (Costa Cruzeiros e Pullmantur, com navio fretado pela CVC) já haviam cancelado a temporada desde meados de 2020. A Clia Brasil, que representa o segmentos dos cruzeiros no país, declara que a temporada terá perda de 39,5mil empregos e R$ 2,62 bilhões em impacto econômico. O cálculo foi feito pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), com base na temporada de verão anterior, 2019/2020. A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) afirma que “até o momento não há decisão referente à retomada dos navios de cruzeiros” e que essa decisão será tomada pelo GEI (Grupo Executivo Interministerial de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional e Internacional), do qual a agência faz parte. Próximas datas previstas A nova temporada de cruzeiros deve começar em novembro de 2021, quando se inicia a temporada de verão 2021/2022. Para que ela aconteça, será necessário que haja autorização do Grupo Executivo Interministerial de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional e Internacional (GEI). A MSC Crociere confirmou a vinda de quatro navios ao país: Seaside, Prezioza, Splendida e Sinfonia, além de mais um, o Orchestra, que fará embarques em Buenos Aires e virá ao Brasil.

Fonte: IG Turismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *