Governo distribui palma forrageira para agricultores do Piauí


A Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF), por meio do Projeto Viva o Semiárido (PVSA), realiza a distribuição de palma forrageira para agricultores do Piauí. No total, serão entregues mais de 920 mil raquetes de palmas.

As entregas já foram realizadas nos territórios do Vale do Canindé, Chapada Vale do Rio Itaim, Vale do Sambito, Vale do Guaribas, Chapada das Mangabeiras, Piauí, Itaueira e Alto Parnaíba, beneficiando centenas de agricultores familiares.

De acordo com o coordenador estadual do Projeto Viva o Semiárido, Francisco das Chagas Ribeiro, a distribuição das palmas se dará principalmente na região semiárida, onde, segundo ele, o período de seca é bem mais rigoroso. “Essas raquetes vão beneficiar, principalmente, a região semiárida, mais seca, que é exatamente para garantir que após o período chuvoso quando a vegetação secar, os agricultores tenham a palma no sertão para fortalecer a alimentação dos animais”, explica o coordenador.

Além dos beneficiados do PVSA, também estão recebendo as palmas forrageiras, os agricultores que participam do Programa de Geração de Emprego e Renda (Progere II), Programa Estadual de Crédito Fundiário e do Projeto Dom Helder Câmara. A distribuição das raquetes de palma é realizada pela SAF, Emater, Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Secretarias Municipais de Agricultura.

Moisés Amaro, morador da comunidade quilombola Canabrava dos Amaros e beneficiário do PVSA, falou da importância da ação. “Recebemos as palmas forrageiras, que vão ser plantadas. Essa é a primeira vez que nossa comunidade foi beneficiada com as palmas, e nós agradecemos” ressaltou o agricultor.

“A palma vai servir como fonte de alimento para os animais durante o período mais seco, pois é uma alternativa de convivência com a seca, muito presente aqui no semiárido piauiense”, destacou Aderaldo Aquino, coordenador do PVSA no Território Chapada Vale do Rio Itaim.

Com ações em 12 territórios do estado, a Secretaria da Agricultura Familiar tem buscado a integração de todos os programas, bem como continuar fortalecendo a agricultura familiar.

Para o diretor-técnico do Projeto Viva o Semiárido, Clebio Coutinho, essa é uma ação importante e tem feito a diferença na vida dos produtores.  “A palma forrageira, planta resistente e produtiva, está sendo distribuída em uma ação estratégica de apoiar o fortalecimento dos sistemas produtivos dos agricultores, principalmente para suprir as necessidades dos rebanhos de ovinos e caprinos, visando ter uma alimentação rica e mais resistentes, principalmente em época de longas estiagens”, destaca Coutinho.

Fonte: Governo PI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *