Tratamento de esgoto chega apenas à 43% da população de Maceió, diz estudo


O grande desafio da nova empresa que está tomando conta da rede de esgoto e abastecimento de água em Maceió e na região metropolitana é ampliar a oferta desses serviços. O “Ranking do Saneamento Básico” do Instituto Trata Brasil aponta que apenas 43% da população na capital tem acesso a tratamento de esgoto.

Os dados ainda apontam que 89,61% dos maceioenses tem acesso à água tratada e desse total, quase 51% é perdida na sua distribuição. E 39,71% do esgoto é tratado na cidade.

Por outro lado, foram cerca de R$ 113 milhões de reais foram investidos nos últimos anos, pela então responsável pelo serviço, a Casal.

Vale lembrar que a BRK Ambiental é a nova administradora da distribuição de água e tratamento de esgoto, e entre as metas que devem ser cumpridas no contrato do leilão é a ampliação do saneamento.

Nesse ano de 2021, o Instituto Trata Brasil consultou entidades do setor, autoridades, empresas operadoras e ONGs para aperfeiçoar a metodologia do Ranking.

Desta vez, foram consultadas mais de 20 entidades em três meses de reuniões e consultas. Entre os consultados estava a ANA, Ministério do Desenvolvimento Regional e até do Ministério da Saúde.

Fonte: jornaldealagoas.com.br
Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *