Variante Delta do coronavírus é identificada em tripulantes de navio atracado no Recife


Embarcação registrou nove casos da Covid-19 entre os 19 viajantes

Dois filipinos, tripulantes do navio cargueiro Shoveler, que está atracado no Recife desde o último dia 2, por conta da identificação de casos da Covid-19 entre os viajantes, tiveram resultado positivo para infecção pela variante Delta do coronavírus. O sequenciamento genético das amostras foi realizado pelo Instituto Aggeu Magalhães (IAM – Fiocruz-PE).

Os homens, de 25 e 48 anos, estão internados em enfermarias de uma unidade de saúde da rede privada do Estado e têm quadro clínico estável, de acordo informações da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE).

Um terceiro tripulante, de 49 anos, segue internado em um leito de UTI, também na rede privada, mas não foi possível detectar qual a cepa do coronavírus com a qual ele foi infectado.

O Shoveler partiu da Suécia e tinha como destino final o Porto de Paranaguá, no Paraná, Sul do Brasil. Mas, no dia 30 de junho, por conta da suspeita de casos da Covid-19 no navio, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a atracação no Porto do Recife.

Dos 19 tripulantes da embarcação, nove foram diagnosticados com a Covid-19. Fora os três internados, os demais estão isolados no próprio navio e passam bem.

Embora tenham sido feitas apenas duas confirmações de infecção pela variante Delta no grupo, é possível que outros tripulantes também tenham sido afetados por ela.

Mas, segundo o titular da SES-PE, André Longo, apenas as duas amostras analisadas tinham grau de virulência que permitia a realização do sequenciamento genético. As outras sete não chegaram a passar pelo processo.

Fonte: folhape.com.br
Foto: Coordenadoria de Imprensa / Porto do Recife

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *