Mais fardos de borracha aparecem no litoral de Alagoas quase dois anos após primeiros registros


Segundo pesquisadores da Universidade Federal do Ceará, pacotes são de navio alemão que naufragou na Segunda Guerra.

Mais caixas misteriosas apareceram em praias de Alagoas nos últimos dias. Cerca de dez surgiram neste domingo (25) em Coruripe, município do litoral sul. Os pacotes são fardos de borracha provenientes de um navio alemão naufragado na 2ª Guerra Mundial, segundo pesquisadores da Universidade Federal do Ceará (UFC).

“Isso são fardos de borracha de látex natural vindo da antiga Indochina (antiga colônia francesa), que estavam em um naufrágio da época da Segunda Guerra, na parte central do Oceano Atlântico. Os fardos estão aparecendo na costa do NE/N desde 2019. Essa informação que os fardos de borracha vieram desse naufrágio foi confirmado com evidências científicas, em estudo liderado pela Universidade Federal do Ceará”, explicou o chefe da Divisa Técnico-Ambiental do IBAMA Alagoas, Rivaldo Couto Júnior.

Durante pesquisas para tentar identificar a origem das manchas de óleo que surgiram no litoral do Nordeste no ano de 2019, pesquisadores do Instituto de Ciências do Mar (Labomar) da UFC descobriram que as caixas em fardos de borracha de um navio naufragado.

Além de Coruripe, fardos foram encontrados recentemente no Mirante da Sereia, em Maceió, e também nos municípios da Barra de Santo Antônio, Japaratinga e Maragogi.

Rivaldo Couto Júnior explicou o que fazer ao encontrar esses pacotes na praia.

“Ao encontrar um fardo desses, de preferência retirar ele da área de praia, se possível, para evitar que as mantas de borracha se desagreguem do fardo, se espalhando pelas praia, e de imediato acionar uma equipe de limpeza da prefeitura para a destinação adequada”, disse.

Registros mais recentes

A bióloga Simone Santos e o coordenador do Projeto Praia Limpa, Felipe Santos, encontraram fardos neste domingo entre o Pontal de Coruripe e a Lagoa do Pau.

Ainda em Coruripe, dessa vez em frente à Pousada Asa Pousada, no Miaí de Cima, surgiram três pacotes. E no Miaí de Baixo, surgiram quatro fardos. As imagens dessas caixas foram cedidas ao G1 por Deivison Pedroza.

O Instituto Biota de Conservação também encontrou fardos na praia do Mirante da Sereia, em Maceió, na última semana.

Fonte: G1 Alagoas
Foto: @deivisonpedroza/arquivo pessoal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *