Leilão de três terminais vai gerar R$ 106 milhões de investimentos

Estruturas nos portos de Santana, Fortaleza e Salvador foram concedidas à iniciativa privada

O leilão para concessão de três terminais portuários de Santana (AP), Fortaleza (CE) e Salvador (BA) vai trazer um investimento privado de R$ 106 milhões para melhorias e modernização nos próximos anos. O leilão foi realizado nesta sexta-feira (13), na Bolsa de Valores de São Paulo (B3) pelo Ministério da Infraestrutura (MInfra) por meio da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq).

A expectativa é que essas concessões gerem mais de 1.700 empregos nos três estados.

“Com os leilões de hoje, chegamos a 74 leilões realizados em dois anos e meio. Nós estamos beirando os R$ 80 bilhões de investimento contratado”, destacou o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. “O investimento em infraestrutura vai nos ajudar na falta de produtividade”, completou. “É bom saber que esses investimentos vão levar renda para muitas casas”.

A previsão do Ministério da Infraestrutura previsão é que os contratos sejam assinados no quarto trimestre deste ano.

Terminal de Salvador
Na concessão do espaço para movimentação de carga geral, de projeto ou contêiner do Porto de Salvador, a vencedora do leilão foi a empresa Intermarítima Portos e Logística S.A, que ofereceu R$ 32 milhões pela outorga. A empresa vai investir cerca de R$ 17,7 milhões durante o prazo de concessão, que é de 10 anos.

Terminal de Santana (AP)
Em Santana, a área leiloada destinada à movimentação de granéis sólidos vegetais, especialmente farelo de soja, teve proposta única e foi concedida para a empresa Caramuru Alimentos S.A, que vai pagar R$ 5,85 milhões em outorga. O investimento em melhorias será de R$ 41,3 milhões durante os 25 anos de concessão.

Terminal de Fortaleza
Na área de Mucuripe, no local, os desembarques de trigo respondem por 70,4% das operações granéis sólidos, importado principalmente dos Estados Unidos, Argentina e Uruguai. O terminal teve proposta única da companhia Tergran Terminais de Grãos de Fortaleza, que ofereceu R$ 1 milhão em outorga para os 25 anos de contrato de concessão. O aporte de investimento será cerca de R$ 47,6 milhões.

Movimentação de cargas
A movimentação de cargas do setor portuário brasileiro cresceu 9,4% durante os seis primeiros meses de 2021 em relação ao mesmo período de 2020. Foram movimentadas no período 591,9 milhões de toneladas de cargas pelos terminais do país. Os dados foram divulgados nessa semana pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq).

Segundo a Antaq, houve crescimento da movimentação de granel sólido, granel líquido, contêineres e carga geral solta. A carga mais movimentada no período foi o minério de ferro seguido pelo petróleo. A agência espera que em 2021 seja registrado um crescimento na movimentação de cargas de 5,5% em relação ao ano passado.

Fonte: gov.br
Foto: Ricardo Botelho/MInfra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *