Anac proíbe aumento do número de voos nos aeroportos do Recife e de Maceió após realizar inspeção


Decisão foi publicada no Diário Oficial da União. Responsável pelos dois locais, Aena diz que revitalização da pintura, ponto levantado pela fiscalização, deve ser concluída até o fim da semana.

Uma portaria da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (19), proibiu o aumento da frequência de voos nos aeroportos internacionais do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre e de Maceió/Zumbi dos Palmares. A decisão foi adotada após fiscalização em ambos os locais.

Segundo a Anac, foram identificadas “não conformidades que demandam medidas corretivas por parte do operador aeroportuário para que seja mantida a segurança e a regularidade das operações”.

No dia 4 de outubro, o governo estadual e a Azul anunciaram aumento do número de voos da companhia para a alta temporada, com partidas para dez novas cidades entre dezembro deste ano e janeiro de 2022.

A portaria prevê que a proibição vigore até que sejam realizadas as correções necessárias e que sejam mantidas operações de todos os voos da aviação comercial planejados para estes aeroportos e mantendo o total de frequências semanais registradas em 15 de outubro.

Em nota, Aena Brasil, que tem a concessão e administra os dois aeroportos, apontou que as ações requeridas foram principalmente relativas à revitalização da pintura de sinalização horizontal, serviço que já foi iniciado em ambos os locais e deve ser concluído até o fim da semana.

“Essa solicitação [da Anac] não afeta em nada a movimentação nem a segurança dos aeroportos, que seguem operando normalmente com todos os pousos e decolagens regulares. Também não foi registrada nenhuma queixa de companhias aéreas”, disse ainda a Aena.

Segundo a concessionária, a média diária de 200 voos. Não foram detalhadas as irregularidades encontradas na inspeção.

Fonte: G1 PE
Foto: Hesíodo Góes/Governo de Pernambuco/Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *