Em festa ilegal, multidão dança e aglomera em pleno santuário de peixes-boi no litoral alagoano


Muito mais do que um flagrante de uma festa ilegal, as imagens que circulam nesta terça-feira, 28, de uma festa na Praia do Marceneiro, em Passo de Camaragibe, Litoral Norte alagoano, dentro da Apa dos Corais, está sendo caracterizado como um escandaloso ato de agressão ao meio ambiente. De quebra, os convidados também ignoram os cuidados com a vida humana, com uma inacreditável aglomeração enquanto uma nova variante da Covid-19 bate à porta dos brasileiros.

Os vídeos, divulgados no Instagram pela Instituto Bioma Brasil, mostram uma multidão numa festa em um dos maiores santuários ecológicos do país, onde dançam e cantam em pleno berço de peixes-boi, corais e peixes ameaçados de extinção. No show de horrores no litoral alagoano, o grupo não respeita a vida marinha, muito mesmo a própria vida, já que o número de pessoas é visivelmente acima da capacidade de suporte do local. A festa teria sido organizado por uma pousada.

A APA Costa dos Corais, maior unidade de conservação marinha do Brasil, é gerida pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que já informou ao TNH1 que a festa está em descumprimento com o artigo 38 do Plano de Manejo, que proíbe, expressamente, a realização de “eventos meramente recreativos no ambiente recifal”.

Prefeitura desconhecia realização da festa – Em contato com o TNH1, a Prefeitura de Passo de Camaragibe informou que não foi comunicada do evento. “Foi uma festa particular, que não foi comunicada à Prefeitura. Vai haver uma reunião com o pessoal do transporte náutico de passageiros para gente entender o que aconteceu”, disse a assessoria de comunicação.

Fonte: TNH1.com.br
Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *