São Luís é a capital do Nordeste que possui mais crianças vacinadas contra Covid-19, diz levantamento

De acordo com o estudo publicado pelo jornal ‘O Globo’, São Luís aparece com 25% do público de 5 a 11 anos imunizado.


Um levantamento realizado pelo jornal “O Globo” afirma que entre as capitais do Nordeste, a cidade de São Luís é a que possui mais crianças vacinadas contra o novo coronavírus (Covid-19).

De acordo com o estudo, São Luís aparece com 25% do público de 5 a 11 anos imunizado. Em segundo lugar entre as capitais do Nordeste está João Pessoa com 18,13% e terceiro está a capital Natal com 14,14%. O ranking ainda traz as capitais Recife, Fortaleza e Teresina com 10,62%, 8% e 3,78% respectivamente.

Já no que se refere às capitais de todo país, São Luís cai para a 5ª posição, sendo superadas pelas cidades de São Paulo com 54,2%, Belém com 36,7%, Rio de Janeiro com 29,66%, Brasília com 27,5% e se igualando a Porto Alegre também com 25%.

Vacinação de crianças em São Luís
A vacinação de crianças com idade entre 5 a 11 anos começou na capital maranhense no último dia 15 de janeiro. Na ocasião, começaram a ser imunizadas crianças com comorbidades ou deficiência. No último dia 19 teve início a imunização contra a Covid-19 para crianças sem comorbidades na capital maranhense. Atualmente, a vacinação contra o novo coronavírus em crianças em São Luís ocorre na modalidade repescagem.

Para se vacinar, é necessário apresentar os seguintes documentos:

Certidão de nascimento ou RG
Laudo médico ou receita médica que comprove a comorbidade
Cartão de acompanhamento para a comorbidade ou deficiência
Exames que comprovem a comorbidade

As crianças que tenham apresentados sintomas gripais ou Covid-19, só serão vacinadas após quatro semanas.

Locais de vacinação
Centro de Vacinação – Sebrae
Centro de Vacinação – UFMA
IFMA Maracanã
Drive-thru do Shopping da Ilha
Drive-thru do CEUMA Renascença

Comorbidades e deficiências listadas como prioridades
Insuficiência cardíaca;
Cor pulmonale;
Hipertensão pulmonar;
Cardiopatia hipertensiva;
Valvopatias;
Miocardiopatias e pericardiopatias;
Doença da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas;
Arritmias cardíacas;
Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados;
Talassemia;
Síndrome de Down;
Diabetes Mellitus;
Pneumopatias crônicas graves;
Hipertensão arterial;
Doença cerebrovascular;
Doença renal crônica;
Imunossuprimidos (incluindo pacientes oncológicos)
Anemia falciforme;
Obesidade mórbida;
Cirrose hepática;
HIV;
Deficiência física;
Neurodiversos (TDAH, TEA e deficiência Intelectual).

Fonte: G1 MA
Foto: Divulgação / Prefeitura de São Luís

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *